Mensagens Com Amor Menu Search Close Angle Birthday Cake Asterisk Spotify Play PPS Book Download Heart Share Whatsapp Facebook Twitter Pinterest Instagram YouTube Up

Siga-nos

Carlos Vereza

Adepto do espiritismo a alguns anos, o ator Carlos Vereza conta sobre sua visão de mundo e sociedade. Confira algumas frases do ator e suas fortes opiniões.

04/03/1939
continue lendo
Compartilhar

Novelas

Carlos Vereza

Novela é um gênero, a maior comunicação de massagem nosso país, e não é algo recente. Desde Shakespeare, aos romances de cavalaria da Idade Média, passando por Balzac, a novela subsistirá enquanto houver interesse pela aventura humana.

Infância

Carlos Vereza

Desde criança, não participava das costumeiras brincadeiras infantis; preferia escrever e imaginar estórias com enredos, mapas de tesouro escondidos embaixo da pia, e espectador assíduo das matinés do cinema, que me faziam chorar. Gostava de cantar e imaginava meu nome nos letreiros do cinema.

Temas atuais

Carlos Vereza, sobre a novela “O Rei do Gado”

Eu às vezes assisto, porque é uma novela que tem todas as características de um folhetim e aborda temas que são infelizmente atuais, como MST [Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra], invasão de terra, corrupção política. Isso tudo com as histórias de amor. E eu faço um personagem que ficou lendário na televisão, o Senador Caxias, um senador honesto. Que raro (risos).

 

Política

Carlos Vereza

O PT não me engana. Foi a oposição mais cruel, mais feroz, mais desonesta que se fez a todas as tentativas boas e generosas de mudar o país. Eles eram contra. Levavam apito, pandeiro, batiam na bancada no Congresso, né? E com um discurso da ética, da moralidade, da virtude, como se eles detivessem o monopólio da virtude, da verdade, da honestidade. E chegam ao poder sem projeto de governo.

Novas gerações

Carlos Vereza, sobre polêmica com Caio Castro

É muito confortável massacrar o ator Caio Castro, que numa entrevista declarou não gostar de teatro e literatura. Hipocrisia pura! Por que não culpar as televisões que incentivam as carinhas bonitas e sem conteúdo? Porque não denunciar uma cultura que confunde novo com novidade e encostam atores com larga experiência em teatro, cinema e televisão e com vasta cultura em geral? O Caio e outros de sua geração fazem o jogo proposto pelo esquema das celebridades Prét-à-Porter… Em menos de 2 anos, faturam o impensável para atores de uma geração mais antiga. Como? Exibindo seus belos dotes físicos em presença, bailes de formatura e etc. É isso aí, Caio, parabéns pela sua sinceridade. Agora, para os mais velhos: Retiro dos Artistas.

fechar