Mensagens Com Amor Menu Search Close Angle Birthday Cake Asterisk Play PPS Book Download Heart Share Whatsapp Facebook Twitter Pinterest Instagram YouTube Up

Curiosidades sobre os anos bissextos

A cada quatro anos temos um ano bissexto, ou seja, um ano que tem um dia a mais. Os 366 dias têm um motivo e um porquê. Conheça mais sobre a função do ano bissexto e do dia 29 de fevereiro.

... continue lendo

Por que existem os anos bissextos?

Os anos bissextos foram instituídos porque cada ano não tem 365 dias exatos. Na verdade, a volta completa que a Terra dá em volta do Sol dura exatos 365,2422 dias.

Assim, o ano bissexto foi a solução encontrado pelos astrônomos para compensar essa diferença.

Então, a cada quatro anos acrescenta-se um dia ao calendário: dia 29 de fevereiro.

Formas de contar o tempo

Os chineses baseiam seu calendário através dos movimentos da Lua e dividem o tempo em ciclos de 60 anos. Porém, o calendário gregoriano foi escolhido para ser universal, reconhecido por todos os países.

Mitos

Há quem acredite que é um ano de sorte e que tudo que iniciarmos no dia 29 de Fevereiro terá bons resultados. Por outro lado, os Gregos acreditam que casar num ano bissexto dá azar.

O que são anos bissextos?

São chamados de anos bissextos aqueles em que é acrescentado um dia, ficando, portanto, com 366 dias. Ele ocorre a cada quatro anos, exceto quando é um ano múltiplo de 100 que não são múltiplos de 400.

Como saber se um ano é bissexto?

Primeiro, para ser bissexto, o ano tem que ser um número divisível por quatro, como por exemplo 2004.

Em segundo lugar, os anos divisíveis por 100 não são bissextos, exceto se forem divisíveis por 400, que é o caso do ano 2000.

Na prática, todos os anos divisíveis por 4 serão bissextos. As últimas exceções foram 1800 e 1900, já as próximas serão 2100 e 2200.

Para entender melhor

- São bissextos todos os anos múltiplos de 400. Por exemplo: 1600, 2000, 2400, 2800...
- São bissextos todos os múltiplos de 4 e não múltiplos de 100. Por exemplo: 1996, 2004, 2008, 2012, 2016…
- Não são bissextos todos os demais anos.

Curiosidades

- Na década de 1920 as igrejas Ortodoxas do Leste Europeu criaram uma outra maneira de determinar os anos bissextos. Ao invés de dizer que os anos bissextos são aqueles divisíveis por 400, eles determinaram que seriam os anos que divididos por 900 apresentaram resto da divisão igual a 200 ou 600.

- O calendário gregoriano possui 970 anos bissextos a cada 4000 anos.

- Um dos mitos em volta dos anos bissextos surgiu no século XIII na Escócia e diz que em um anos bissexto as mulheres é que tinham que escolher o marido que desejassem e se o escolhido não concordasse com o casório, era obrigado a pagar uma multa de respeito. Desse mito surgiu um filme chamado "Casa Comigo?", em 2010.

- Nos países não católicos a mudança para o calendário gregorianos demorou um pouco mais. A Inglaterra fez a mudança em 1752, quando o dia 2 de setembro precedeu o dia 14 setembro e o ano ano mudou de 225 de março para dia 1º de janeiro.

Homenagens

As regras dos anos bissextos foram estabelecidas no final do século 16 pelo papa Gregório XIII.

É em sua homenagem que chamamos o atual calendário de gregoriano.

Maias

A civilização Maias que viveram há 300º anos, já no seu tempo, com conhecimentos profundos de astronomia, tinham um calendário composto de 13 luas de 28 dias e um dia extra chamado "dia fora do tempo".

Mudanças

O imperador romano Júlio César foi o primeiro a reformar a contagem em 46 a.C.

É daquela época que vem o costume de adicionar um dia a mais em alguns anos. No calendário juliano o último mês era fevereiro e nele se acrescentava um dia. O "bônus" que temos até hoje vem por conta deste costume antigo.

A diferença é que o dia extra não era o último do mês, mas sim o sexto dia antes do mês de março, que era contado duas vezes. Desta regra é que vem o nome "ano bissexto".