Mensagens Com Amor Menu Search Close Angle Birthday Cake Asterisk Spotify Play PPS Book Download Heart Share Whatsapp Facebook Twitter Pinterest Instagram YouTube Up

Dia de São Romão e Lupicino

Representando a irmandade, os irmãos São Romão e Lupiciano são ótimas inspiração para qualquer cristão. Por isso, no dia 28 de fevereiro, não deixe de celebrar e fazer uma oração especial para ambos! Venha saber mais sobre o santo milagreiro São Romão e seu irmão Lupiciano aqui!

... continue lendo

Oração a São Romão

“São Romão, pé em Roma cabeça em Portugal, livrai-me dos cães danados e dos que estão para se danar. Dos mortos mal-encarados, dos vivos sem perigo, São Romão, andais comigo”.

Oração a São Romão e São Lupicino

“Senhor Deus, nós Vos bendizemos pela vida de Vossos servos Romão e Lupicino e pedimos a graça de saber imitar seus exemplos, lutando contra o pecado, para a maior glória de Vosso Santo Nome. Pela intercessão de Vossos servos, São Romão e São Lupicino, livrai-nos das ciladas do inimigo, aumentai as vocações sacerdotais e religiosas e protegei a Vossa Igreja. Por Nosso Senhor Jesus Cristo. Amém.”

Quem era Romão

São Romão é considerado um dos primeiros monges franceses e entrou para a vida religiosa aos 35 anos de idade, quando começou a peregrinar pelas montanhas desertas entre a França e a Suíça. Ao discernir a vocação que tinha, ficou inquieto e decidiu procurar o lugar onde Deus o queria vivendo. Encontrou uma natureza distante de todos e percebeu que esse Deus o queria ali. Foi então que Romão começou a viver de trabalhos manuais, oração e leitura, até seu irmão Lupicino encontrá-lo e os dois se unirem.

União de Romão e Lupicino

Lupicino encontrou Romão logo após ficar viúvo. O irmão, que havia se tornado um monge solitário, aceitou Lupicino como seu seguidor e aluno. Juntos fundaram um novo mosteiro, que se baseava nas regras de São Pacômio, São Basílio e Cassiano. Com o tempo, juntaram-se outros que também desejavam ser monges eremitas.

Personalidades

São Romão tinha um temperamento e caminhada espiritual que com facilidade era dado à misericórdia, à compreensão e tolerância. Já Lupicino era justiça e intolerância. Nas diferenças, os irmãos se completavam e ajudavam os irmãos da comunidade. Juntos espalharam amor, justiça, misericórdia, verdade, inspiração, transpiração, severidade e compreensão.

Ataques do demônio

A história conta que Romão e Lupicino viviam em harmonia, paz e felicidade. Porém, certa vez em um retiro de oração, eles começaram a ser perturbados. E como isso acontecia? Todas as vezes que eles se ajoelhavam para rezar, o demônio fazia chover pedras cortantes sobre eles, impedindo que eles continuassem tal ato. Os irmãos até resistiram por certo tempo, mas logo abandonaram o retiro e foram para uma pequena aldeia. Ao chegarem, se hospedaram na casa de uma pobre mulher que falou para os dois: “Vós deveríeis lutar corajosamente contra o demônio e não temer os embustes e ódio daquele que tão frequentemente foi vencido pelos amigos de Deus. Se ele ataca os homens, é por medo de que eles, por suas virtudes, subam ao lugar de onde a perfídia diabólica os fez cair”. Após escutarem isso, se envergonharam, consideraram a fraqueza, voltaram e por meio das mesmas orações afastaram tudo o que era maligno.

 

Milagres de São Romão

Em documentos da Igreja consta que durante uma viagem feito por Romão e o seu discípulo Pelade ao sepulcro de São Maurício, em Genebra, os dois ficaram hospedados em um casebre onde viviam dois leprosos. Em certo momento, Romão abraçou ambos em um gesto de acolhimento e solidariedade à dor deles. Na manhã seguinte, os dois estavam curados da lepra. Após o ocorrido, a popularidade de Romão se intensificou por toda a Europa e ele ficou conhecido como um santo milagreiro. Os documentos ainda mostram que a viagem foi cheia de outros milagres e prodígios.

Fim da vida de São Romão

Após toda a popularidade devido aos milagres realizados, Romão não se identificou com toda a veneração. Foi então que ele decidiu mais uma vez se isolar no seu mosteiro até o último dia da sua vida. Ele morreu em 28 de fevereiro de 463, aos 73 anos de idade.

Devoção

Após a morte de Romão, o culto ao santo se espalhou pela Suíça, França, Bélgica, Itália e consequentemente por toda a Europa. As graças e os prodígios que aconteceram e continuam a acontecer sob sua intercessão são numerosos, segundo os fiéis e os devotos que mantêm viva sua devoção ainda nos dias de hoje.

Inspire-se: Leia aqui frases sobre fé!

Guia e proteção

São Romão e São Lupicino, protejam a mim e a minha família e façam de nós instrumentos de mudança. Nos guiem e nos iluminem, mostrando sempre o melhor caminho a seguir.

Gratidão

Obrigada, São Romão e São Lupicino, por todas as bênçãos e por toda a proteção. Obrigada por trazerem a minha vida a beleza da irmandade e por me mostrarem todos os dias a importância da solidariedade. Que assim seja sempre. Amém!

O poder da irmandade

Vocês acalmaram meu coração nos dias de dúvida, me trouxeram a paz nos momentos de turbulência e me ensinaram o valor de um sorriso. Obrigado, irmãos São Romão e São Lupicino, por cuidarem tão bem de mim!

Força

Que São Romão e São Lupicino, irmãos de paz e bondade, nos guardem, nos iluminem e nos protejam.

Que a força deles esteja sempre a nossa frente, trazendo luz por onde passamos e mostrando a direção mais correta.

Que assim seja. Amém!