Mensagens Com Amor Menu Search Close Angle Birthday Cake Asterisk Play PPS Book Download Heart Share Whatsapp Facebook Twitter Pinterest Instagram YouTube Up

Djamila Ribeiro

Djamila Ribeiro, mestre em Filosofia Política pela Unifesp e atualmente secretária-adjunta da Secretaria de Direitos Humanos e Cidadania de SP, é conhecida pela sua coluna na Carta Capital e sua representatividade nos movimentos negros e feministas.

... continue lendo

Desconstrução

Djamila Ribeiro

Antes de qualquer coisa, quero deixar bem claro que sou super a favor que feministas recebam críticas sobre suas atitudes, não podemos de forma alguma passar pano para atitudes preconceituosas e equivocadas e sabemos muito bem que há várias feministas com posições equivocadas. Na verdade, pessoas equivocadas existem em todos os lugares, não é exclusividade do feminismo. Eu mesma critico, aponto quando necessário, da mesma forma que estou aberta para quando recebo críticas construtivas. Ninguém nasce sabendo, é um processo longo de desconstrução.

Descobertas

Djamila Ribeiro

Na minha jornada de me descobrir negra adotei novos ídolos e principalmente novas ídolas, quando vi que na pirâmide social a carne da mulher negra nem chega a ser a mais barata, porque ela é considerada podre. Não somos humanas.

Interseccional

Djamila Ribeiro

Ser feminista interseccional significa perceber, por exemplo, que nem todos os homens podem ser tratados da mesma maneira. Homem negro sofre racismo e pode sim ser discriminado por uma mulher branca nesta questão. Da mesma forma que um homem negro pode ser machista com uma mulher branca. Mulheres não são sempre vítimas e podem sim oprimir quando estão em uma posição de privilégio.

Vamos ser amadas

Djamila Ribeiro

Num mundo que odeia mulheres, sobretudo mulheres negras, feministas se reconhecerem nas outras é um ato revolucionário. Num mundo que destila ódio incessantemente às feministas, receber amor das outras é resistência. Deixem as feministas serem amadas.

Na Secretaria...

Djamila Ribeiro

A representatividade é importante, porque não basta ser mulher e mulher negra, mas tem que estar comprometida com as questões, e eu estou. Comprometida com as pautas feministas, com a questão racial, com a agenda dos direitos humanos no Brasil

Como mulheres

Djamila Ribeiro

Como mulheres, sabemos quais são os destinos que essa sociedade machista cria para nós. Então, se mulheres conseguem respeito e visibilidade por afrontar justamente esses valores, é porque elas são foda mesmo e eu serei sempre grata a elas. E, logo, as pessoas que as seguem não serão acríticas, ao contrário, se identificam com a luta.

Opiniões

Djamila Ribeiro

Opiniões vazias sobre questões tão sérias, por si só, podem até não matar, mas com certeza ajudam a apertar o gatilho ou pulam o cadáver no chão.