Mensagens Com Amor Menu Search Close Angle Birthday Cake Asterisk Play PPS Book Download Heart Share Whatsapp Facebook Twitter Pinterest Instagram YouTube Up

Joanna Maranhão

Com muitos anos de carreira no mundo da natação, Joanna Machado tem diversos títulos em competições importantes, porém, atualmente tem se destacado por polêmicas e comentários ácidos. Descubra o que essa campeã tem a dizer!

29/04/1987
... continue lendo

Volta às piscinas

Joanna Maranhão

Sempre treinei muito bem, mas estou treinando melhor, meu técnico fala que tenho uma recuperação absurda, nem parece que tenho 28 anos. E realmente eu não me sinto com 28 anos. Isso reflete na água, em quão rápido estou nadando ainda.

Prioridades

Joanna Maranhão

Eu só inverti um pouco as prioridades. Este é o momento de ser atleta, o momento de ser política e questionadora não é agora. Penso em ser política, mas tenho medo que o sistema vai acabar me expelindo porque eu não faço parte dele. Eu vejo o Jean Wyllys e não sei como ele consegue, acho que não tenho essa paciência.

Troca de pensamentos

Joanna Maranhão

Na verdade, nunca deixei de falar o que penso e não acho que isso deva virar polêmica. Sempre gostei de debater, conhecer outros pontos de vista. Acho que isso é muito importante para a sociedade. O que aconteceu foi que eu parei de discutir política esportiva. Meus problemas com a CBDA e com o COB me atrapalharam muito no passado, chegaram até a afetar minha família, e eu não quero mais isso para mim. Mas continuo acreditando que a troca de pensamentos é muito importante.

Redução da maioridade penal

Joanna Maranhão

Sou contra a redução da maioridade penal e achei absurda a manobra do Cunha para aprovar algo que já tinha sido reprovado menos de 24 horas antes. Pensei bastante antes de publicar o vídeo, mas são coisas que não consigo guardar para mim. Foi um desabafo necessário para minha saúde mental. Não posso ir defender as cores do Brasil no Pan, semana que vem, sem deixar claro quem estou representando. Nado com amor e luto por medalhas para o Brasil, mas não represento essas pessoas intolerantes, que não aceitam opiniões diferentes e aplaudem cegamente Bolsonaro, Malafaia, Cunha e outros.

Aberta às conversas

Joanna Maranhão

Gosto muito de escrever e dar opinião, principalmente para gerar debate. Faz com que eu pense e repense nas coisas. Daí, faltava um lugar para fazer isso, para ser minha válvula de escape. Foi então que minha amiga, Carol Moncorvo, me chamou para ter uma seção no blog dela, o YesSwim.com.br. Estou tentando canalizar as coisas que penso ali e abrir um espaço para troca de ideias. Não vou bloquear comentários, todo mundo pode falar o que pensa.

Escolhas e opiniões

Joanna Maranhão

Mas uma coisa quero que saibam desde já: estou feliz. Estou motivada pra essa nova caminhada, orgulhosa dos 23 anos que pratiquei a modalidade, dos 12 anos de Seleção, dos três Pan-Americanos, das três Olimpíadas que participei, e principalmente das derrotas que sofri; foram elas, essas danadinhas, que me fortaleceram e me fizeram chegar na consciência que tenho hoje.

O esporte que acredito não é o esporte que presencio. Muitos ídolos só conquistam medalhas, e isso é muito pouco diante das reais necessidades do nosso país, sendo assim: prefiro canalizar meu talento e minha força para outros ideais. Falei muito, questionei, propus mudanças e infelizmente gritei sozinha.

Desejo sucesso, ética, moral e empenho aos que ficam e conto com vocês para que em abril a gente faça uma festa bonita daquela que será minha última vez subindo no bloco pra buscar o melhor de mim e a gente angariar fundos para a ONG infância livre.

Ofensas

Joanna Maranhão

Galera que pensa diferente de mim, quando vocês escrevem "vai nadar que é melhor" eu concordo 100% amo minha profissão. Se querem xingar me mandem correr ou algo do tipo (já viram nadador correndo? É hilário!).

Mudar pelo exemplo

Joanna Maranhão

Meu ponto de vista é esse. Não vou desejar a morte todos os pedófilos do mundo pelo que passei na infância, acredito em outro caminho. Conservo a mesma linha de raciocínio em relação à redução da maior idade penal. Agradeço os comentários, eu não esperava a repercussão do vídeo que postei, não dá pra aceitar todo mundo que me adicionou. Vamos continuar a fazer nossa parte, informar, educar e mudar pelo exemplo.

Sobre Homossexualidade

Joanna Maranhão

Rosa é cor de menina, azul é cor de menino. Menino com cabelo grande parece afeminado, menina de cabelo curto fica masculinizado. Judô pros meninos, ballet pras meninas.

Menina na escola brinca de elástico e almofadinha, menino joga futebol. Minha infância foi assim, eu cresci acreditando que tinha que usar brinco pra ser mais feminina, que sentar de perna aberta era coisa de menino, que menina tinha que ter modos, que gostar de jogar futebol de botão era esquisito, eu tinha mesmo que curtir barbie. Não, eu não cresci numa família religiosa e tradicional, essa era apenas como as coisas deveriam ser.

Mas e o menino que não gosta de jogar futebol? E a menina que não quer usar brinco e odeia boneca?

Diário de Joanna

A dor e a delícia do esporte

Joanna Maranhão

Quem de vocês nunca se preparou pra conquistar algo e na hora sentiu um frio na barriga? Uma insegurança? Quem nunca teve medo do fracasso? Quem nunca se sentiu desmotivado por não conquistar o emprego sonhado? Ou por não ter passado num concurso? Ou ter reprovado no vestibular? Isso é a vida, algumas pessoas ganham espaço na mídia (atletas principalmente) e é compreensível que o público se espelhe e queira isso junto com o atleta, até ai tudo bem, é uma troca de energia bacana, a gente sente e agradece por isso. Mas num universo como o do esporte de alto rendimento são sempre 3 medalhas em jogo para pessoas do mundo inteiro buscando.

Diário de Joanna

Debates

Joanna Maranhão

Tem que saber debater com educação. Não quero convencer ninguém de nada, só abrir um espaço para discutir mesmo. É um blog da paz, para quem quer pensar. O ódio está muito latente nas redes sociais e temos que filtrar bem as coisas. Não vale a pena dar atenção para aquele pessoal que só quer saber de atacar, xingar. A discussão é importante para trocar ideias.

Influências políticas

Joanna Maranhão

Meu irmão, Luiz Neto, sempre foi muito inteligente e me instigava com questões políticas. Também gosto muito de ler e estudar. Já fiz um curso a distância de ciência política, pensei em ser jornalista, escritora, médica veterinária, mas fiquei mesmo com a educação física. Eu me interesso por muita coisa diferente desde criança, deve ser influência da família.

Conciliar esporte e opiniões

Joanna Maranhão

Ser um atleta de alto rendimento exige muito e tem gente que não consegue se manter concentrado nos treinos, na rotina, se estiver com outro pensamento. Então, não podemos criticar ou cobrar nada mais. Vai de pessoa para pessoa, não é um defeito.

Seis meses de aposentadoria

Joanna Maranhão

Os meses que fiquei aposentada serviram de descanso para minha cabeça. Agora, eu me sinto muito melhor como atleta. Voltei bem melhor, estou evoluindo e sonho poder disputar os Jogos do Rio. O objetivo é fechar o ano entre as cinco melhores do ranking mundial e tenho boas chances para isso este ano, com Pan e Mundial.

Redução da maioridade penal

Joanna Maranhão

Não há nada, nenhum dado que me convença de que diminuir a maioridade penal resolve a violência. Todo mundo sabe que quem vai ser preso é menor de idade preto de favela, o menor infrator de família rica não para a cadeia e não vai pagar pelo crime. Quando que um menor de idade de uma favela que cometeu um crime assim seria policial civil? Nunca. Ele estaria no crime, no tráfico ou morto.

Ajuda às crianças

Joanna Maranhão

Se minha ONG fosse para espancar pedófilos, teria muito mais adesões. Como eu tenho uma ONG para educar crianças e preveni-las e também para tratar os próprios pedófilos, um trabalho que demanda muito mais tempo para surtir efeito, as adesões são baixas.

Defender o país

Joanna Maranhão

Eu vou para o Panamericano, eu vou defender o meu país, mas eu estou muito triste. Eu não vou representar essas pessoas que batem palma para Bolsonaro, Feliciano, Eduardo Cunha, Malafaia, eu não represento esse Brasil!

Entrelaçadas

Joanna Maranhão

Hoje eu acordei para trabalhar porque o Panamericano está chegando e eu vou representar o Brasil pela quarta vez. Mas eu não consigo simplesmente dissociar a representatividade que tem eu estar vestindo a camisa e a bandeira do Brasil, em um evento da Panamérica e a política do meu país. Acho que são coisas entrelaçadas.

Criminalidade

Joanna Maranhão

A gente sabe que no Brasil quem vai ser preso é menor de idade preto e de favela. O menor infrator de família bem resolvida e com grana não vai para a cadeia e não vai pagar pelo crime.

Hipocrisia

Joanna Maranhão

A gente que pensa um pouco diferente e se compadece com o outro e que tem um pensamento fora da caixa, pode-se dizer, a gente é chamado de esquerda caviar, de hipócrita, né?