Mensagens Com Amor Menu Search Close Angle Birthday Cake Asterisk Play PPS Book Download Heart Share Whatsapp Facebook Twitter Pinterest Instagram YouTube Up

Malu Mader

Malu Mader é o tipo de atriz que não faz muitas aparições e que pode se dar ao luxo de escolher os trabalhos que deseja fazer! Tem expressão séria e um pouco reservada, mas é gentil e bem-humorada, além de muito talentosa!

12/09/1966
... continue lendo

Plástica

Malu Mader

Eu até já tive motivos para fazer plástica porque já fiz grandes cirurgias. Eu acho que a plástica, a princípio, foi inventada para isso: nos ajudar a lidar melhor com grandes traumas.

Juventude

Malu Mader

Sou mais a juventude do que caminhar para a velhice. Tem que pensar que faz parte da vida. Se a gente trabalhar fazendo coisas legais e se vivermos bem, esse desafio é amenizado.

Mudança de hábito

Malu Mader

Quando eu era criança, não comia muita salada, comia muita carne vermelha e tomava muito refrigerante. Com o passar dos anos, resolvi comer mais peixe, menos carne vermelha, mais arroz integral. Com a idade, eu acho que a gente vai mudando o paladar um pouco. O meu marido (o Titã Tony Bellotto) é um cara muito preocupado com a alimentação, então, o vendo comer, mudei também.

Sem mãe

Malu Mader

Quando você tem filhos pequenos é muito apavorante a idéia de faltar para os filhos. A minha mãe perdeu a mãe muito novinha, com dois anos. É uma vida diferente, você sem mãe.

 

Envelhecimento

Malu Mader

Não penso muito sobre envelhecimento. Acho que é porque sou filha bem mais nova. Eu já tinha questões filosóficas a respeito de morrer e envelhecer desde tão cedo que acho que já esgotei esse assunto. E já tive muitos problemas de saúde também. Essas questões mais graves são mais importantes para mim do que um ligeiro pé de galinha.

Do que gosta

Malu Mader

Gosto de livro, música, cinema, de assistir a entrevistas, de ver gente falando. Pode ser qualquer pessoa que eu paro e olho. Ao contrário de homem, que fica zapeando, eu paro em um canal.

O mundo ainda está machista?

Malu Mader

Sim. Porque quando um homem é bom pai, todo mundo valoriza, mas uma mulher que é boa mãe está fazendo apenas sua obrigação. Todo mundo fala que a mulher conquistou seu espaço, mas ainda há bastante a ser conquistado. A realidade é que a maior parte dos homens, no Brasil e até no mundo, é ausente.

Altos e baixos

Malu Mader

Tenho plena noção de que a vida é feita de altos e baixos. Se um dia não puder usar roupa de grife, tudo bem. Um dia a pessoa pode estar rica, no outro dia pobre. O que faz uma pessoa ficar marcada é a alma dela, não o que ela veste ou como ela se comporta.

Voluntários

Malu Mader

Quem realmente se doa são os voluntários. O que as pessoas devem fazer é tentar encontrar um jeito de ajudar sempre, com aquilo que for mais capaz de fazer, o que for fácil e não for sacrificante.

Por fora

Malu Mader

Sou muito por fora desse mundo da moda. Principalmente porque uso mais tênis e calça jeans. Sou aquela pessoa que quem trabalha com moda deve achar que me visto muito sem personalidade. Gosto de chegar antes da roupa, vamos dizer assim.

Adolescentes

Malu Mader

Tem muita gente que reclama de adolescente. Eu, particularmente, gosto muito. Porque não sou muito lúdica, apesar de amar bebê, amar criança pequena, achar que a casa fica cheia de orvalhinho de manhã, com aquele cheirinho bom. Mas me dou muito bem com adolescente porque gosto muito de conversar e partilhar minhas preferências, mostrar filmes, sair para jantar fora e não ter que me preocupar em levar babá.

Um horror de mãe

Malu Mader

Tenho horror e nunca quis ser daquelas mães que ficam querendo ser namoradas do filho. Isso deve ser terrível para cabeça de um jovem. É muito baixo astral! São mulheres que ficam projetando seus sonhos em cima dos filhos, enciumadas. Dá a sensação de que não são realizadas como mulher e ficam dando palpite na vida amorosa dos filhos. O garoto irá crescer um banana e não saberá depois lidar com uma mulher mais “malandra” quando estiver sozinho, numa situação sem a mãe, pois sempre teve a mamãe por perto cercando e tirando ele das frias. Acho isso um horror e só o prejudicará no futuro, pois nem mãe e nem pai são pra sempre. Algumas coisas é importante que você os deixe darem com a cara, para levarem essa lição pro futuro deles. E quanto antes, melhor.

Manter a forma

Malu Mader

Sou desencanada com peso, tanto é que fiquei acima do ideal um bom tempo. Como detesto malhar pesado, só jogava tênis. Um tempo depois, comecei a jogar tênis e dar voltas de bicicleta na lagoa. Talvez isso tenha me ajudado a emagrecer.

Encontrar um amor

Malu Mader

A obrigação de ter que encontrar um amor escraviza as pessoas. Tenho sobrinhas e uma enteada, e vejo que existe uma cobrança muito maior com a mulher, principalmente se ela está próxima da idade de ter filhos e ainda não encontrou alguém. As próprias mulheres se cobram e ficam chateadas com a pressão alheia. Aí fica mais fácil uma relação dar errado.

Após doenças sérias

Malu Mader

Claro que, se eu pudesse escolher, não teria ficado doente. Minha mãe não teria ficado doente, nem morrido. Nada disso. Mas se existe um lado bom em algumas experiências dolorosas, é o carinho do público, o quanto as pessoas torcem pela gente. Agradeci muito a todos pelo tanto que pediram por mim. Isso dá muita força pra gente.

Como é com os filhos

Malu Mader

Eu não sou uma mãe ciumenta a ponto de ficar em cima das namoradas deles. Neste aspecto, como tenho dois filhos homens, eu percebo que é a vida que deve ensiná-los com as meninas e eu não posso passar dos limites de apenas orientar. Se eu fizer isso, eles não serão homens de verdade.

Até onde isso é legal?

Malu Mader

A sociedade mudou muito com a tecnologia e a internet. Eu continuo sendo uma pessoa que sempre busca o silêncio, que é um momento que tem perdido muito a sua importância. Hoje em dia, não que eu tenha alguma coisa contra, mas vejo que as pessoas querem estar 24 horas por dia conectadas na internet. Fico me perguntando, até que ponto isso é legal?