Mensagens Com Amor Menu Search Close Angle Birthday Cake Asterisk Spotify Play PPS Book Download Heart Share Whatsapp Facebook Twitter Pinterest Instagram YouTube Up

Paul Walker

O ator americano começou a carreira cedo e partiu desse mundo com a mesma velocidade, aos 40 anos, deixando fãs de luto pela perda. Paul foi um talento precoce e sempre foi pacífico quando dizia o que pensava.

12/09/1973 30/11/2013
... continue lendo

Colecionador

Paul Walker

Tenho uma coleção de 17 carros, entre japoneses, europeus e americanos. Ficam todos estacionados num hangar que possuo em Chino Hills, aqui mesmo na Califórnia.

 

Vinda ao Brasil

Paul Walker

Eu sempre quis vir para o Brasil, tenho muitos amigos aqui. Mas é sempre melhor vir de férias do que a trabalho. Essa é uma das coisas boas nesse ramo; eu posso vir aqui, sentir um pouco do que é o país e depois voltar. O estilo de vida dos brasileiros é bem parecido com o meu, então foi uma transição fácil. Eu fiquei bem mais confortável aqui do que ficaria no Texas ou no Arizona, por exemplo. Esses lugares pareceriam mais estrangeiros para mim do que o Brasil.

Sucesso de Velozes e Furiosos

Paul Walker

Eu achei que faríamos um filme só [Velozes e Furiosos]. Nós tivemos sorte. Não houve muito risco - eu era novo na indústria, tinha feito apenas uns dois filmes, Vin [Diesel] tinha feito O Resgate do Soldado Ryan... Na época a fórmula estava certa, não tinha custado muito dinheiro, eles sabiam que já havia um público... Eles só não perceberam o quão grande era esse público. Eles acharam que talvez estivessem fazendo um filme para uma cultura underground de carros, para as pessoas do sul da Califórnia, e estavam rezando para que houvesse um mercado mundial maior. Eles sabiam que no Japão poderia dar certo, mas não sabiam o quanto. Tudo terminou sendo bem maior do que todos pensaram, obviamente. O bom de Rob Cohen é que - para um jovem, tudo isso era uma diversão. Mas Rob Cohen não pensava assim. Ele queria desenvolver tudo isso, amarrar os temas - e eu só queria saber quando é que ia dirigir aqueles carros de novo. Mas obviamente ele pensou em tudo direitinho; foi ele quem cuidou de tudo e teve orgulho daquilo que estava apresentando. O resultado, ao invés de ter sido um bando de crianças se divertindo e pegando garotas, acabou virando algo muito maior. Eu não sei se Vin concorda com o que estou dizendo, mas eu posso te garantir que se você nos desafiasse a criar outra franquia do zero para durar onze anos, não ia dar certo. Essa franquia é uma daquelas coisas que acontece de vez em nunca e nós, felizmente, fizemos a coisa certa, na hora certa.

Eu gosto de ação

Paul Walker

As pessoas me perguntam se eu penso em fazer outros gêneros de filme além de ação e eu digo que não. Eu gosto disso. Teve um dia que Justin Lin [diretor] chegou todo triste e me pediu desculpas. Quando eu perguntei o que tinha acontecido, ele olhou para mim com um sorrisão na cara e disse "não tem ação para você hoje"! Ele sabe que aqueles são os dias que eu fico mais feliz. Isso não acontece com muita gente por conta de seguro e termos de responsabilidade, mas eles confiam em mim o suficiente, acham que eu não vou me machucar ou machucar outras pessoas. Isso é um tremendo elogio.

Surfar

Paul Walker

Surfar me acalma. Sempre foi uma espécie de experiência zen pra mim. O oceano é tão magnífico, pacífico e incrível. O resto do mundo desaparece pra mim quando eu estou em uma onda.

Acidente nas gravações

Paul Walker

Vou te contar um acidente que aconteceu completamente por engano e ficou no filme [Velozes e Furiosos 5]. Durante o assalto ao trem, meu personagem está se afastando naquele caminhão, quando ele volta e bate no trem... Por que raios você bateria em um trem? Você não bateria! É que isso foi um acidente. A ideia era o caminhão emparelhar com o trem para que Brian pulasse, mas acabou não dando certo e o dublê bateu de frente. Você viu o trem inclinando? Quase descarrilhamos o trem todo! Nada daquilo foi planejado. Imagine o desastre! Mas Justin [Lin] adorou, achou incrível!