Mensagens Com Amor Menu Search Close Angle Birthday Cake Asterisk Spotify Play PPS Book Download Heart Share Whatsapp Facebook Twitter Pinterest Instagram YouTube Up

Siga-nos

Frases de Natalia Klein (Adorável Psicose)

Natalia Klein já foi redatora de Zorra Total e é protagonista e roteirista da série Adorável Psicose, exibida pelo Multishow toda quinta às 23h00. Paranoias e dilemas são exibidos em cada episódio, cheios de humor.

27/03/1985
continue lendo
Compartilhar

Aniversários

Adorável Psicose

Eu não gosto de aniversário. Nunca gostei. Todo ano, quando você decide comemorar o seu aniversário, você assina um termo de compromisso velado de jamais, haja o que houver, se divertir durante a sua festa. Afinal, o que é uma festa de aniversário senão um aglomerado de diferentes esferas da sua vida?

Uma sobrevivente

Natália

Eu sou uma sobrevivente. Eu vi a morte de frente e ela sorriu pra mim. Meio banguela. Eu emergi das profundezas do além. Eu sou Highlander. Eu vi a luz me chamando: Natááália. Mas eu fui forte. Eu disse: Não! Não, luz! Ainda não é a minha hora!!

 

Seres insatisfeitos

texto escrito para a revista Lola

Por que nunca estamos plenamente satisfeitos com o que temos? A inquietude é saudável até certo ponto, afinal, ter objetivos e vontades é o que nos move. Mas o que fazer quando estamos constantemente nos questionando se o que temos é realmente o melhor que podemos ter? E por que aquilo que não temos só parece melhor até o momento em que passamos a tê-lo?

Revelação

falando sobre vaidade

Sou sim. Cada vez mais, mas menos do que eu deveria. Eu peco muito em dormir com maquiagem. Eu adoro maquiagem. Gasto uma fortuna em maquiagem e roupa. Se vestir é uma arte. Eu tenho prazer em fazer isso, não é burocrático.

Página em branco

Natalia Klein

A página em branco é promissora. Ela é uma utopia. Tudo, absolutamente tudo pode ser feito nela. E é justamente por isso que ela é o ícone emblemático do bloqueio criativo. Quando estamos diante de todas as possibilidades do mundo, escolher uma delas se torna uma tarefa quase impossível.

Adele é gorda

Natalia Klein

Dane-se todo mundo. Eu gosto de comer e ninguém precisa ser esquelética para ficar bem no vídeo. Mas meu discurso se desfaz no instante em que a figurinista reclama que eu não caibo mais nas roupas que as marcas emprestam para o programa.

O cara ideal

Natalia Klein

O Johnny Depp já existe, mas não posso persegui-lo [risos]. Eu gosto de caras estranhos e, acima de tudo, engraçados. Que tenham senso de humor e me façam rir. E sarcasmo. Acho extremamente sexy.

Possibilidades

Natalia Klein

Vivemos nesse limbo entre as frustrações passadas e as aspirações futuras. Entre um e outro, todas as possibilidades do mundo. É lindo, é poético, e é terrivelmente assustador. Porque escolher uma possibilidade implica em não escolher todas as outras.

O que é a vida?

Em uma das sessões com a Dra. Frida

A vida é um tédio, Dra. Frida. A vida é um filme do leste europeu com uma trama minimalista e arrastada, dirigida por um cineasta aclamadíssimo que eu não sei o nome porque não sou culta o bastante, e no final da sessão os pseudo-intelectuais discutem qual é o sentido do filme, o que o cineasta quis dizer. E o que ninguém sabe é que o cineasta não quis dizer nada. Ele tá é rindo da nossa cara porque sabe que o filme é um saco e não tem sentido nenhum. A vida é isso.

fechar