Mensagens Com Amor Menu Search Close Angle Birthday Cake Asterisk Play PPS Book Download Heart Share Whatsapp Facebook Twitter Pinterest Instagram YouTube Up

O que é a Umbanda?

A Umbanda é uma religião que muitas vezes chega a sofrer a tão injusta intolerância religiosa. Por isso, vale a pena estudar um pouquinho a mais sobre ela, não é mesmo? Nós separamos alguns pontos importantes sobre essa religião para você ficar bem informado, então venha conferir agora mesmo!

... continue lendo

O que é

A Umbanda é uma religião nascida no sudeste do Brasil, fundada por Zélio Fernandino de Moraes, numa mistura de religiões como o Candomblé, o Espiritismo e o Catolicismo, além de alguns traços de religiões indígenas. É uma religião brasileira por excelência e foi oficializada no Brasil em 18 de maio de 2012 pela Lei 12.644. Em 2016, foi tombada como patrimônio imaterial, por meio de decreto. Quanto ao seu nome, vem da língua angolana quimbunda, e significa “a arte de curar”.

Origem

No começo do século XX, o jovem Zélio Fernandino de Moraes, com 17 anos, passou a experienciar o que a família chamou de “ataques”, em que falava, como um velho, coisas incompreensíveis. Foi levado a um médico que logo lhe indicou um padre. Entretanto, Zélio foi levado a um centro espírita. Na sessão mediúnica, o jovem incorporou vários espíritos que se declaravam escravos ou índios, o que fez com que o diretor dos trabalhos advertisse os espíritos sobre seu atraso espiritual. Dessa forma, o espírito presente se apresentou como “Caboclo das Sete Encruzilhadas” e deu um grande e bonito discurso sobre como o Espiritismo não deveria tratar negros e índios como seres inferiores e que, com essa deixa, criaria uma religião que atendesse os humildes e marginalizados. Assim surgiu a Umbanda.

Leia também: Dia Nacional da Umbanda

Crenças

A Umbanda possui várias vertentes, cada uma com regras e crenças específicas. Entretanto, há algumas ideias que são comuns em todas: primeiro, a crença em um Deus único e onipresente, o chamado Olorum ou Zambi. Em segundo lugar, a crença na existência de orixás e guias (ou entidades) espirituais. Acreditam também na imortalidade da alma, na ancestralidade, na reencarnação e no carma. Mas a crença principal da Umbanda é a caridade e a fraternidade.

Principais entidades

As principais entidades que se manifestam na Umbanda são os Pretos Velhos (africanos trazidos ao Brasil para se tornarem escravos), Caboclos (espíritos de índios que geralmente trabalham com questões relacionadas à saúde), Erês (espíritos de crianças, ajudam a consolar os aflitos e cometem travessuras, trazendo risadas e alegria) e Pombas-Giras (geralmente trabalham com o amor e sensualidade).

Principais orixás

Apesar de existirem diversos orixás, podemos citar alguns mais famosos: Oxalá (o mais importante orixá, abaixo somente de Olorum, assim como é Jesus para os cristãos), Iemanjá (mãe dos orixás, rainha das águas), Ogum (orixá guerreiro, que representa as batalhas de nossas vidas), Oxossi (representa as matas e caboclos), Xangô (orixá da justiça), Iansã (orixá dos ventos e das tempestades) e Oxum (orixá do amor).

Conheça os detalhes de cada um dos orixás!

Principais vertentes

Existem várias vertentes da Umbanda, e seria impossível comentar todas aqui. Entretanto, podemos citar algumas: Umbanda Branca (seguem uma crença mais próxima do espiritismo-catolicismo); Umbanda Branca Esotérica (além de seguirem características da Umbanda Branca, acrescentam características de cunho esotérico); Umbanda Cruzada (seguimento mais parecido com as religiões africanas); e a Umbanda Esotérica (além de seguirem uma crença mais africana da Umbanda, acrescentam características de cunho esotérico).

Rituais

Os rituais da Umbanda variam de casa para casa, dependendo das decisões de cada pai de santo. As atividades mais comuns são: giras (sessões de trabalho ou festivais), bater cabeça (ato de prostração), defumação (ato de purificação do ambiente), passe (gesto de imposição de mãos, usado para trazer boas energias ao indivíduo), pontos riscados (diagramas desenhados no chão com o objetivo de representar o guia), pontos cantados (cantos entoados, com o objetivo de louvor ou invocação), oferendas (a disposição de comida e/ou objetos com o fim de agradecer a guias ou orixás), e descarrego (prática de limpeza espiritual).

Saiba aqui quais são as principais práticas da Umbanda

Mentiras e preconceitos

Infelizmente, a Umbanda é alvo de muita intolerância religiosa no país, o que gera muita noção errada das verdadeiras práticas da religião. Em primeiro lugar, Exu não se trata de um demônio: ele é um guardião mensageiro, responsável pela comunicação, sendo neutro, com o objetivo de restaurar o equilíbrio. Além disso, a Umbanda também não é local para “trazer a pessoa amada em 3 dias” – aliás, na verdadeira Umbanda não há comércio, uma vez que sua principal lei é a da caridade. E, apesar de existir sacrifícios de animais em algumas religiões africanas, não há nada do gênero na Umbanda.