Mensagens Com Amor Menu Search Close Angle Birthday Cake Asterisk Play PPS Book Download Heart Share Whatsapp Facebook Twitter Pinterest Instagram YouTube Up

Pelo fim da discriminação

É triste ainda ter que falar disso na época em quem vivemos, mas bateremos de frente enquanto existir discriminação racial. Defenderemos a luta e lutaremos juntos para exigir o fim do preconceito e o mínimo de respeito. Não deixe de falar e de defender a causa toda vez que for preciso.

... continue lendo

Os povos precisam entender que todos somos iguais

É preciso cultura, muita cultura para fazer com que os povos entendam que todos somos iguais, que a cor da pele não pode determinar um caráter, uma posição social, um mérito a mais ou a menos para ser vangloriado pelo mundo. É preciso querer explorar esse universo para que haja igualdade em um futuro próximo e não se ater quando houver atos contrários aos das causas que buscam criminalmente inferiorizar alguém. Esses, devem ser relatados para a autoridade e punidos devidamente.

Os monstros do preconceito

Há uma febre de ignorância rondando o mundo há tempos e que parece nunca se ater de vez. Ela vem da discriminação, do senso crítico por aqueles que são diferentes aos seus olhos, que não possuem a mesma cor de pele. Isso mostra o quanto a nossa sociedade tem se feito cada dia mais banal, deixando o verdadeiro sempre de lado e abraçando as causas mais irrelevantes possíveis. Parece que hoje todos têm sede de guerra e por isso aceitam a si mesmos como os monstros do preconceito.

Não precisamos ser iguais para respeitarmos os outros

Se você deseja que a sociedade permaneça unida, então vá às ruas, fale sobre a importância de não cultivar o preconceito, da necessidade de desconstruir isso, de aprender sobre as origens, cultura e costumes. Não precisamos ser iguais aos outros para sermos amados e respeitados. Não precisamos ter vivido nas mesmas condições para nos solidarizar com o que acontece com as pessoas. Precisamos apenas ser humanos e querer que as guerras cheguem ao fim, por priorizar a vida, independentemente da cor de pele, da religião ou do que quer que seja.

Até quando isso existirá?

Olhe nos olhos de uma criança negra, de uma criança indígena, bolivianos e tantos outros que são excluídos da sociedade e maltratados. O que você vê? Há dor e medo ali dentro, causados pela criminalização de raças, por pessoas que roubam seus futuros e não lhe dão opções além de calar sua voz. Até quando isso existirá? Enquanto quem não sofre as consequências fingir que nada está acontecendo ao seu redor, nada mudará e mais jovens estarão fadados ao sofrimento, desigualdade e morte.

Há quem ensina o ódio ao invés do amor

Não é possível que alguém já nasça com preconceito. Isso é concretamente inserido na vida das crianças como uma verdade absoluta, fazendo-as odiar umas às outras simplesmente pela cor de pele. Como pode haver adultos assim, que ensinam o ódio ao invés do amor aos seus próprios filhos? Se conhecer alguém assim, questione-o antes que seja tarde e que mais um sucessor da discriminação cresça e faça barulho, trazendo dor e sofrimento para mais famílias.