Mensagens Com Amor Menu Search Close Angle Birthday Cake Asterisk Spotify Play PPS Book Download Heart Share Whatsapp Facebook Twitter Pinterest Instagram YouTube Up

Saudade do que sonhamos viver

Uma das bases de um relacionamentos é o planejamento. É normal sonhar com uma vida inteira ao lado da pessoa amada, mas o que fazer quando inexplicavelmente esse amor chega ao fim? Leia algumas inspirações para refletir e tente encontrar um novo sonho para seguir!

... continue lendo

Sinto falta dos nossos sonhos

Talvez essa seja a coisa que mais sinto falta no nosso relacionamento. Tínhamos tantos sonhos, não tínhamos? Planejávamos tantas coisas um ao lado do outro. Eu tinha tanta certeza de que conseguiríamos tudo o que sonhamos, mas eu estava errada, não estava? No fim, não tivemos nem metade do que sonhamos ter. No fim, tivemos um fim. Eu sinto tanta dor quando penso em tudo o que não vivemos porque, talvez, a vida simplesmente acontece... Porque nem sempre ficamos com os amores de nossas vidas.

Eu adorava planejar nosso futuro

Você nunca foi uma pessoa muita planejada, não é mesmo? Lembro de você dizer que a gente deveria viver o presente e pensar o futuro quando chegássemos lá. Lembro também que você ficava muito frustrado quando eu simplesmente te ignorava e continuava planejando o nosso futuro. Eu adorava planejar nosso futuro, você sabe. Adorava imaginar o que ainda poderíamos viver, adorava planejar tudo o que ainda poderíamos sentir um pelo outro. Mas a vida é uma caixinha de surpresas e, neste caso, não deu certo... Não para nós.

Falta daquela eternidade que não vivemos

Eu queria tanto que tivéssemos ficado juntos. Queria tanto que tivéssemos passado o resto dos nossos dias um ao lado do outro. Na verdade, essa era uma das coisas que eu mais quis na minha vida. Queria que tivéssemos crescido mais um ao lado do outro, queria que a gente fosse feliz para sempre. Talvez eu tenha perdido muito tempo da minha vida lendo romances, mas essa é a mais pura e simples verdade. Sinto falta daquela eternidade um ao lado do outro, daquela eternidade que nem tivemos chance de viver.

Aquelas viagens que não fizemos

Sinto falta de tudo o que o planejamos um ao lado do outro, mas, principalmente, sinto falta daquelas viagens que não fizemos. Lembro de passarmos horas e mais horas pesquisando tudo sobre o nosso possível futuro destino, de pesquisarmos hotéis baratinhos, passeios tranquilos e coisas românticas. Lembro de fazermos um calendário com todas as nossas possíveis rotas e sinto saudade. Sinto saudade de tudo isso que a gente viveu em nossa imaginação, mas não na vida real.

Queria que tudo tivesse dado certo

Eu queria que esse amor tivesse sido bem-sucedido, sabe? Nós sonhamos tanto, nós buscamos tanto e, ainda assim, não deu certo. Eu queria que tudo fosse diferente do que foi, mas parece que é muito mais difícil do que a gente imagina. São bem a cara da vida essas coisas, não é mesmo? A gente tenta, tenta, tenta e, no fim, acaba com alguns boletos para pagar e um coração partido. Eu agradeço diariamente por tudo o que vivemos, mas eu sei que não foi o suficiente, sei que poderíamos ter vivido muito mais. Sei que poderíamos ter realizado os nossos sonhos, sei disso. Mas não fomos o suficiente. O nosso amor, simplesmente, não foi o bastante para resistir, crescer e florescer.

Shows que nunca vimos

Tem outra coisa que sempre amamos fazer juntos e que até hoje machuca o meu coração: os shows. Sim, os shows. Parece uma grande bobagem da minha parte dizer isso, porque é claro que sempre podemos ir a shows com nosso amigos, mas isso que existia entre eu e você era diferente. Tínhamos aquela conexão mágica um ao lado do outro. Nós realmente quisemos estar um ao lado do outro, sabíamos exatamente o que o outro estava sentindo. Isso vale também para cinema, para teatro... Ah, esse amor, por que teve que acabar?

Nem chegamos a morar juntos

Passamos tanto tempo um ao lado do outro, mas nunca chegamos a morar juntos. Talvez, se tivéssemos feito isso, as coisas não tivessem acabado como acabaram. Talvez se tivéssemos aprendido a conviver um com o outro... Não sei. Posso estar sendo muito utópica, mas é que este término é algo que nunca vai entrar na minha cabeça de verdade. Quero apenas que a gente fique um ao lado do outro, quer dizer, queria. Não sei. Esse sentimento ainda parece tão vivo dentro de mim que nem sinto este término em sua plenitude.

 

Nossos animais de estimação

Sempre gostamos de animais de estimação, não é mesmo? Você é uma das pessoas mais fanáticas por cachorros que já conheci. Antes mesmo que conversarmos com nosso amigos, você já partia para o carinho nos cachorros, como se eles fossem os donos da casa – talvez, para você, de fato eles fossem. Lembro de nós dois pensando nos nomes dos nosso cachorros e gatos e papagaios. Lembro de até termos desejado uma vaquinha no quintal da nossa futura casa ao lado de nossa hortinha. É... Eu lembro de tudo isso.

Aquela felicidade que não compartilhamos

Sinto falta de uma felicidade que nunca chegamos a compartilhar, de momentos incríveis que sonhamos juntos, mas que nunca vivemos. Sinto falta desse sentimento de companheirismo que você despertou em mim de alguma forma. Você me fez sentir invencível, me fez sentir como ninguém nunca tinha feito antes. Você me deu asas para voar, sabe? Você me fez sentir único, imbatível. Mas nunca chegamos a concretizar essa felicidade, talvez tenha sido apenas um sonho. Talvez não tenha nada para se concretizar.

Final feliz?

O que é, afinal de contas, um final feliz? Eu não saberia dizer. Apesar de achar que vivemos momentos felizes, sinto que não tivemos um final muito feliz, afinal de contas, nos separamos, não é mesmo? Não sei se eu reconheceria um final feliz se ele estivesse bem na minha frente, porque tudo o que eu sinto é que nunca soube e nunca saberei o que é isso. Talvez a felicidade seja destinada apenas para algumas poucas pessoas no mundo – talvez, alguns de nós não tenham sido criados para sentir esse sentimento no amor.

A gente era tão bom em sonhar

Nunca conheci um casal tão sonhador quanto a gente. A gente sempre teve tantos planos, não é mesmo? Tantas coisas que gostaríamos de realizar, tantas felicidades que tínhamos vontade de viver. A verdade é que a gente viveu muito bem ao lado um do outro. A gente deu o melhor que pôde, a gente fez tudo o que pôde fazer para que desse tudo certo, mas não deu. Não conseguimos superar as nossas diferenças, não é mesmo? Mas isso não significa que tudo esteja errado agora.

Sinto falta de você ao meu lado

Ah, como eu sinto sua falta. Sinto falta de tudo o que você me faz sentir. Sinto falta do seu cabeço bagunçado de manhã e da forma como você sempre esquecia a chave do carro na minha casa e tinha que voltar para buscar. Sinto falta de todos os momentos que nunca pudemos viver. Sinto falta das felicidades e das tristezas que passamos um ao lado do outro. Queria só voltar no tempo e entender como tomamos este rumo, como tudo acabou dessa forma. Queria só entender como poderíamos ter feito diferente.

Sonhamos em ser mais

Sempre sonhamos tanto, não é mesmo? Sempre sonhamos em ir além, sempre sonhamos em fazer mais. A vida é muito mais do que a gente espera dela, mas, às vezes, as coisas simplesmente não acontecem como a gente gostaria que acontecessem. Foi isso o que houve com o nosso amor. A gente tentou, sabe? A gente tentou de verdade, mas não deu certo. A gente sonhou, a gente buscou, a gente tentou fazer o sonho virar realidade, mas nem tudo sai como a gente planeja, não é mesmo? Algumas coisas simplesmente não dão certo.

Nosso não casamento

Eu sinto falta desse casamento que nunca se concretizou. Pode até parecer um sonho bastante fútil, mas eu me lembro de nós dois claramente sonhando com o dia do nosso casamento. Sonhando com o dia em que ficaríamos juntos por toda a eternidade. Talvez seja bobagem para muitas pessoas, mas ainda me machuca lembrar que terminamos, que não vivemos nem metade dos sonhos que sonhamos juntos. Talvez eu seja romântica demais, mas acho que amores como o nosso nunca deveriam ter fim.

Tentamos ir além

Nós tentamos, sinceramente, ir além. Tentamos fazer fazer diferente da maioria dos casais. Sonhamos ser mais, sonhamos crescer, sonhamos acreditar em nossos sonhos e alcançar os nossos objetivos. Tentamos fazer mais por nós mesmos e pelo nosso relacionamento, mas algumas coisas não funcionam. Talvez tenha sido esse o problema do nosso amor – funcionava muito na teoria e pouco na prática. Talvez, se tivéssemos amado um pouquinho mais, tivesse dado certo, mas nem sempre dá, não é mesmo? A gente fez o que pôde, meu amor, a gente fez o que pôde.