Mensagens Com Amor Menu Search Close Angle Birthday Cake Asterisk Spotify Play PPS Book Download Heart Share Whatsapp Facebook Twitter Pinterest Instagram YouTube Up

Siga-nos

Sinta o chamado do coração

O coração é o olho que tudo vê, então dê atenção a ele em todos os momentos. Somente assim você saberá por onde deve ir e qual é o caminho verdadeiro, aquele que mais lhe fará bem.

continue lendo
Compartilhar

Alma de palco

Que o coração tenha voz ativa. Que a gente consiga ouvir que, a todo momento, ele procura o amor para se aninhar, para ouvir conselhos e para abraçar com força. Que a gente consiga ser a peça mais coadjuvante de todas, para deixar que o nosso próprio coração esteja à frente de tudo. Que a gente consiga entender que o amor precisa brilhar e ganhar o papel principal.

Decifre-me se for capaz

Cada estrada é uma incógnita significante, daquelas que montam um quebra-cabeça quando a gente decide por procurar — e encontrar, muito provavelmente. Cada caminho é um destino que a gente não conhece, não tem noção e nunca se aproximou ou pode pôr os pés, sequer direcionar os olhos. O amor é a poesia do que a gente não entende por completo, mas que, quando sente, quer que não precise acabar jamais.

Raízes esparramadas

É o mesmo amor que parte de um coração saudável, feliz e amante. Amado também — e principalmente amado, na verdade. É um sentimento que funciona muito bem na reciprocidade que a gente busca, que a gente entende sempre como sendo necessária. O amor precisa crescer de dentro para fora todas as vezes em que acontecer.

Gritos no silêncio

Por isso, ouça quando o amor gritar. Ele não vai usar megafones, ele não precisa de volume. Os gritos do amor são para sentir. São sussurros que pegam a alma e a deixam calma, que a compreendem de maneira que, talvez, nunca tenha sido. Tamanho auxílio, apoio, independentemente da maneira diferente que a gente possa pensar. Acima de tudo, o amor respeitas as disparidades e o coração acolhe toda e qualquer diferença.

Espelho de alma

Na verdade, independentemente se o amor vai voltar, a reciprocidade sempre existe. É que, se você consegue amar, de alguma forma o amor existe no lado que você enxerga também, não apenas do lado em que você está e onde vai agir.

Esconde-esconde

O amor sempre se deixa ver por aquele que busca avidamente amar. Aquele que busca pôr em prática aquilo que sente da forma que for, que tem por dentro e que durante tantas e tantas vezes não conseguiu ser satisfatoriamente explicado para nós mesmos.

Conhecimento

E a gente conhece o amor. A gente tem esse sentimento desde sempre, o interpreta e aplica de maneiras diferentes, para que o mais bonito de tudo possa ser visto a olho nu e a entendimentos simplórios: o amor é universal.

 

Ouro maior

Coração que nos resguarda, que ama intensamente, que sabe se fazer presente no momento mais oportuno. Que compreende os nossos anseios, que acalma e que dá o tom em que a vida deve ir acontecendo. Coração que guarda tesouro nosso e é conselheiro exímio. Aconselha do que sabe bem. E sabe viver amando a vida que se tem.

Os olhos que tudo veem

Quando receber todos os louros, que se atue da forma mais verdadeira possível. Que toda e qualquer palavra nossa pulse com força, com vontade. Que a gente seja capaz de fechar os olhos e, só assim, enxergar tudo. Enxergar e ver. Ver que podemos ir além e que esse coração que manda aqui dentro sabe, de fato, muito mais do que nós sabemos.

Ficante permanente

É que a gente espera que o amor permaneça, que fique por aqui o tempo que quiser e pelo que tempo que precisar para nos consertar e fazer com que tudo esteja sempre melhor e mais bonito. O amor é como flor que, quando plantada, requer cuidados a cada renovação que se é posta. A diferença é que é o mesmo amor que se encarrega de cuidar.

Biblioteca pulsante

A sabedoria do coração é o maior prêmio que a gente pode carregar. É que, na verdade, a melhor coisa do mundo é poder sentir quando o coração bate e se regozijar da calmaria que transborda quando podemos trazer todo sentimento à tona. Que consigamos sempre continuar com amor e prosseguir.

Elixir

Então, que nos cuidemos no íntimo sempre quando percebermos que ele chegou. Que o nosso coração saiba estar sempre em bom estado, recolocado, sem mágoas e dores. Mas também não se preocupe, diria que é completamente desnecessário. Se ainda houver as cascas dos machucados, é também esse amor cheio de pureza e de viabilidade total que nos cura, que nos faz entender que, apesar de qualquer coisa, somos ainda seres inteiros.

Tradução simultânea

Explicar o amor, na verdade, não importa. A importância verdadeira está em entender que, durante a vida toda, carregamos um tradutor aqui dentro de nós. Nossos corações, às suas maneiras particulares, buscam formas de avisar-nos que caíram. Caíram em segurança, em terrenos desconhecidos, mas que, não raras as vezes, dizemos “não me é estranho, conheço de algum lugar”.

Perfeitamente desarrumado

Alguém saberia dizer se é possível desalinhar, desconectar o coração do amor? De alguma forma, acho que seria possível dizer que é o amor a exata junção que a gente procura de todos os sentimentos que são salutares. Que nos fazem o bem de crescimento, de entendimento e de evoluir sempre no caminho do bem. Amar faz com que a gente repense muitos atos e que, também, só atue quando seja rodeado de amores possíveis.

Alimento da alma

O amor é o sangue da alma, é o complemento que alimenta a vida, que nos faz movimentar e buscar por soluções. O amor nos nutre da verdade, da vivência, da paciência e da virtude. O amor é, de todas elas, a maior virtude que a gente pode alcançar. O amor é feito para caber no coração — e o coração faz com que ele cresça, apareça e se una ao motivo maior: viver.

Verbo de poeta

O amor é a felicidade que, por vezes, teimou em faltar. O amor é poesia que a gente sabe fazer sem ser poeta, é aquilo que surge quando a gente nem imaginou desenvolver. O amor é o dom que a gente acha que não tem, mas que desperta toda vez que sente o coração pulsar.

Compreensão é a chave de tudo

O coração é o maior entendedor do mundo. É a compreensão pura, o perdão aplicado, é o guardião do mundo interior e o feitor de aplacar das dores. De estancar feridas, de fazer parar de doer. O coração não dói, de fato. Ele apenas, às vezes, tem de nos dar remédios amargos para que nos curemos eficientemente daquilo que tanto possa ter machucado em alguma situação que, com toda certeza do mundo, nós não quisemos e nem esperávamos que chegasse, mas chegou.

fechar