Mensagens Com Amor Menu Search Close Angle Birthday Cake Asterisk Play PPS Book Download Heart Share Whatsapp Facebook Twitter Pinterest Instagram YouTube Up

Vantagens e desvantagens de ser sensível

O seu coração é um tanto quanto sensível? Saiba que, nesse caso, há vantagens e desvantagens. Conheça-as e saiba mais sobre si mesmo, além de aprender a agir de acordo com os seus sentimentos.

... continue lendo

Sabem compreender as pessoas

Uma das vantagens é que a pessoa que possui uma alta sensibilidade emocional consegue compreender melhor as pessoas e seus sentimentos. Ela consegue se colocar mais facilmente no lugar das outras pessoas e compreender a gravidade do que a outra pessoa está sentindo. Nisso ela passa a querer ajudar essa pessoa com todo o coração para que ela fique melhor.

Sempre acaba se machucando mais no final

Quando uma pessoa que possui a sensibilidade aflorada se envolve em um relacionamento, ela sempre acaba se machucando mais se o relacionamento terminar de alguma forma. Ela sempre irá sentir mais do que a outra pessoa e irá sofrer e sentir falta de uma forma mais intensa, sem contar que para ela isso será fim do mundo.

Está sempre se preocupando até mesmo com quem não conhece

É tão lindo ver a solidariedade de pessoas sensíveis! Elas possuem um coração gigante, pois se comovem com qualquer coisa. Elas possuem a mania de se preocupar com todo mundo, até mesmo com pessoas que elas não conhecem. Elas são bem caridosas e não gostam de ver as pessoas sofrerem ou precisando de ajuda, ela logo dá um jeito de fazer alguma coisa pelas pessoas.

Tem um dom incrível de reflexão

Por já saber que seus sentimentos são mais aflorados e mais intensos, uma pessoa sensível gosta sempre de estar refletindo sobre o que fazer antes de tomar alguma decisão. Isso é algo que ela acaba fazendo naturalmente por um meio de defesa, visando sempre se esquivar de coisas que possam decepcioná-la.

A maior parte de pessoas sensíveis são mulheres

Segundo diversas pesquisas feitas para descobrir qual o público mais sensível, os resultados foram exatamente o que a sociedade já concluía a muito tempo: as pessoas mais sensíveis do mundo são as mulheres. Não que os homens não sofram com a alta sensibilidade, claro que sim, mas a maioria dos casos estão presentes em mulheres.

Consegue sentir na pele o que as pessoas sentem

Elas não precisam estar vivendo a mesma situação ou nem estarem com o mesmo sentimento dentro de si, mas elas conseguem sentir perfeitamente as angústias as dores e as necessidades que as outras pessoas sentem e passam. Olhando pelo lado bom, se não fossem essas pessoas sensíveis o mundo seria cheio de gente com coração de pedra incapaz de ajudar um ao outro.

Tem facilidade para demonstrar o que sentem

Pessoas sensíveis são uma verdadeira explosão de sentimentos e por isso sentem mais facilidade para demonstrarem o que sentem em meio às situações. Elas não conseguem esconder o que sentem, seja algo ruim ou bom, elas sempre acabam deixando transparecer o sentimento se passa dentro delas. Pessoas sensíveis são uma caixinha aberta de sentimentos.

Pessoas sensíveis são pessoas mais fracas emocionalmente

Obviamente pessoas que sofrem com a alta sensibilidade emocional, possuem o seu emocional muito mais fraco do que pessoas que possuem a sensibilidade normal. Elas se abalam facilmente e podem se sentir frágeis diante de comentários ou opiniões que às vezes não querem dizer nada demais. Na maioria das vezes elas sempre acabam levando tudo para o lado pessoal e se magoando.

Sentem-se ofendidas facilmente

Da mesma forma que pessoas sensíveis absorvem rápido comentários positivos, elas conseguem absorver mais rápido ainda comentários negativos. Às vezes, você pode até falar uma coisa que pareça que não vai ofendê-la, mas como ela possui um alto nível de sensibilidade pode ter a certeza de que ela vai se doer por você ter dito algo que para você não é nada demais.

Buscam sempre fazer a coisa certa

Pessoas sensíveis têm medo de errar, pois se tiverem qualquer tipo de decepção boba elas já ficam se remoendo horrores pelo resto da vida por aquilo e para que isso não aconteça é preciso sempre ir em busca das escolhas certas. Por isso buscam sempre fazer a coisa certa para não se decepcionarem no final com o resultado.

Geralmente são pessoas tímidas

Pessoas que são muito sensíveis geralmente costuma ser mais reservadas para si mesmas. Elas evitam sempre ter muito contato com as pessoas e sentem na maioria das vezes inferior ao resto das pessoas que as cercam. Elas podem ser tímidas e por isso acabam sempre se isolando e preferindo atividades diárias individuais.

Uma pessoa sensível sabe reconhecer outra pessoa sensível

É como a lei da atração: uma pessoa sensível consegue reconhecer outra pessoa sensível sem nem mesmo precisar conversar com ela. Só é preciso ver a pessoa de longe, ver o jeito dela, como ela age, como ela se dá com a demais pessoas e ela já consegue saber que aquela pessoa também é uma pessoa sensível. Sensibilidade atrai sensibilidade.

Possui um coração solidário

O bom de ser sensível é que o coração passa ser automaticamente solidário com as pessoas, sempre aberto para ajudar aqueles que precisam porque a pessoa não aguenta ver alguém sofrer. Como possuem a capacidade de se colocarem no lugar das pessoas facilmente, conseguem se sensibilizar mais rapidamente e doarem um pouco de si para ajudá-las.

São vulneráveis a doenças mentais ou físicas

A sensibilidade emocional extrema pode levar a pessoa a desenvolver doenças mentais como depressão, transtorno bipolar ou outras doenças relativas que se ocasionam justamente por levarem tudo tão profundo na vida. Em resultado a essas doenças psíquicas, pode acarretar também doenças físicas porque muitas vezes se isolam e acabam deixando de cuidar de si mesmas.

Ser muito sensível afeta o desempenho no trabalho

A sensibilidade extrema faz com que a pessoa queira se isolar e viver somente no seu mundo. Isso não afeta somente o seu trabalho, mas afeta também outras atividades que exigem trabalho em equipe. Pessoas altamente sensibilizadas preferem atividades individuais que não envolvam muito contato com as pessoas.