Mensagens Com Amor Menu Search Close Angle Birthday Cake Asterisk Spotify Play PPS Book Download Heart Share Whatsapp Facebook Twitter Pinterest Instagram YouTube Up

Siga-nos

12 filmes sobre o direito das mulheres

O movimento feminista ganhou força nos últimos anos, mas as mulheres sempre tiveram que lutar pelos seus direitos perante a sociedade. Para entender essas lutas das mulheres, separamos alguns filmes que podem ajudar na sua compreensão. Confira!

continue lendo
Compartilhar

Terra Fria

(2002)

Baseado em fatos reais, o longa traz a história de vida de Aimes – uma mulher vítima de violência doméstica que decide abandonar o marido e correr atrás de sustentar sozinha seus filhos. Ela começa, então, a trabalhar em uma mineradora de ferro, sendo a única mulher por lá. Preconceito, assédio e falta de respeito predominam em seu ambiente de trabalho, até que ela decide mover uma ação judicial contra a empresa. Aimes foi a primeira mulher a mover uma ação coletiva sobre assédio sexual nos Estados Unidos.

Histórias Cruzadas

(2011)

Durante as décadas de 1950 e 60, os Estados Unidos viveram uma grande segregação racial, e o preconceito foi mais atenuante nessas épocas. No filme, acompanhamos a vida de Eugenia Skeeter, uma jovem que quer dar voz às mulheres negras de sua época através de um livro, onde conta a história de empregadas domésticas de famílias brancas. Mesmo indo contra a sociedade de sua época, a garota segue lutando pelo direito e igualdade das mulheres negras.

Flor do Deserto

(2009)

Waris Dirie é uma adolescente que vive no interior da Somália. No auge de seus 13 anos, viu-se presa em uma situação extrema: um casamento arranjado pela sua família. Ela, então, foge e arranja um emprego na embaixada de seu país em Londres. Waris cresce e consegue vencer na vida, se torna modelo, mas as marcas de uma cultura machista ainda permanecem nela, que foi uma das muitas vítimas da mutilação genital.

A Informante

(2010)

Outro longa baseado em fatos reais. O filme traz a história de uma policial que foi escalada para uma missão da ONU, na Bósnia, e encontra por lá um esquema de tráfico e exploração sexual de mulheres. Mesmo desagradando pessoas importantes e imponentes, ela não desiste de investigar mais sobre esses esquemas.

As Sufragistas

(2015)

Outro filme baseado em fatos reais. Aqui, temos retratada a história de um grupo de mulheres que resolveu iniciar a luta feminina em seu país, lutando contra a opressão e todo o machismo imposto pela sociedade. Uma busca pelos direitos e pela igualdade.

Acusados

(1988)

Uma história muito conhecida, sabe por quê? Acontece diariamente. Também baseado em fatos reais, o longa traz a história de uma jovem de baixa renda e de “má reputação” na vizinhança que foi estuprada por vários homens em um bar. Ao lado de uma advogada que acredita em sua versão dos fatos, ela luta para punir seus agressores – mas acaba encarando um problema recorrente na sociedade: a culpa sempre acaba se voltando para a vítima.

Preciosa

(2009)

Baseado em um romance, o filme retrata a história da jovem Claireece, de 16 anos. Ela sofreu diversos abusos durante a infância e, agora, engravidou pela segunda vez de seu próprio pai e foi suspensa da escola. Com a ajuda da diretora, consegue ir para uma escola diferente e uma professora de lá consegue ajudar a jovem a vencer as marcas de violência que sofreu, e mudar a sua vida. Apesar de parecer fantasia, é a realidade de muitas jovens no mundo todo.

 

O Sorriso de Monalisa

(2003)

O filme se passa na década de 1950, nos Estados Unidos. Ele traz a história de um grupo de mulheres que frequentava uma famosa universidade do país. Inteligentes e com um futuro promissor pela frente, não conseguiam enxergar outras oportunidades, além de se tornarem boas esposas quando se formassem, devido à cultura patriarcal na qual estavam inseridas. Até que uma professora aparece para mudar esse pensamento...

Cinco Graças

(2015)

Cinco garotas turcas, mulçumanas, brincam inocentemente de luta com alguns garotos no mar. O gesto não poderia trazer piores consequências. Criadas em uma cultura machista, as cinco são obrigadas a viver dentro de casa para aprenderem a se tornarem mulheres “do lar” em vez de irem à escola. A família não queria puni-las, mas o medo do olhar alheio e dos costumes rígidos de sua religião os fazem tomar atitudes drásticas.

Revolução em Dagenham

(2011)

Muitas mulheres trabalharam na fábrica da Ford, em Dagenham, expostas a precárias condições de trabalho, carga horária exaustiva e salários injustos, muito menores do que os dos homens. Até que no final da década de 1960, foram consideradas como “não qualificadas” para o trabalho que exerciam e isso foi o estopim de uma revolução. As mulheres se rebelaram e passaram a lutar por igualdade no mercado de trabalho. O barulho foi tanto que o parlamento britânico consolidou o Projeto de Paridade Salarial, em 1970.

Persépolis

(2007)

Filme de cunho autobiográfico inspirado no quadrinho de mesmo nome, traz a história da jovem Marjane Satapri, iraniana que emigrou para a França para poder continuar estudando e fugir da ditadura que seu país enfrentava. Já na Europa, a garota sofre muito para se adaptar, pois além das diferenças culturais, existe o preconceito. Mesmo quando volta ao Irã, não consegue se readaptar àquela realidade.

Renascimento do Parto

(2010)

Um documentário brasileiro que traz a realidade da violência obstétrica presente no país. O filme denuncia a quantidade de cesáreas realizadas indevidamente nos hospitais e, ainda, a violência a qual as mulheres são submetidas – cortes, agressões e maus tratos por parte da equipe médica.

fechar