Mensagens Com Amor Menu Search Close Angle Birthday Cake Asterisk Play PPS Book Download Heart Share Whatsapp Facebook Twitter Pinterest Instagram YouTube Up

Momentos de Saudade

Que tal mostrar para aquela pessoa especial o tamanho da sua saudade? Quando há amor ou distância que atrapalhe os mais belos sentimentos. Viva a vida intensamente!

... continue lendo

A saudade...

Wagner Pereira

Tenho saudade de beijos.
Tenho saudade dos abraços.
Tenho saudade de sorrisos.
Tenho saudade de vozes.
Tenho saudade de olhares.
Acho que ainda tenho saudades de tudo, estou vivo.

Coração

Wagner Pereira

Saudade talvez seja uma mistura de lembranças boas e ruins que confundem nosso pensamento.
Mas é bom sentir saudade, isso nos deixa mais vivos e nos torna mais humanos.
Só sente saudade quem tem coração.

Momento

Wagner Pereira

Matar a saudade, planejar, fazer amor, comer, conversar, fazer amor de novo, planejar, dormir, descansar, acordar e viver.
Vou aproveitar os momentos e as chances que tenho, chega de pensar e planejar e não correr atrás.

O que é amor?

Wagner Pereira

Amor talvez seja, querer cada vez mais, ficar com saudade mesmo ficando algumas horas longe da pessoa, onde tiver amor vai ter paciência, calma, respeito, e um vai ouvir o outro, mesmo tendo brigas nunca um deixar o outro, mesmo com dificuldades os dois não deixarem a "peteca cair".

Lembranças

Wagner Pereira

Mas quem vive sem lembranças?
Lembranças que trazem a saudade, que trazem mais lembranças que deixam você mal e com vontade de ir atrás de novo.
Quem sabe um dia você sofra tanto, que fique frio e pare de sentir tudo o que sente.

Adeus

Wagner Pereira

E hoje bateu uma saudade de você, do seu abraço, do seu beijo, dos momentos que passei com você, mas lembrei que você não me pertence mais, aliás, nunca me pertenceu. E eu achando que ia durar para sempre, que você não ia me deixar, que esse amor não ia acabar, mas enfim, acabou. Nem era amor, se fosse amor, não teria acabado.

 

Tem gente...

Wagner Pereira

Tem gente que tem saudade de tudo, de todos, não sabem dar valor no que conquistaram ou quem tem do lado, não sabem aproveitar as chances e depois que perderam ficam se prendendo no passado. Tem gente que não sabe amar, tem gente que ama todo mundo, tem gente que não sabe o que quer.

Saudade dela

Fábio Chap

Todos os dias eu ainda lembro que ela é do tipo que inspira só por respirar. Cujas palavras formavam frases que me queimavam o juízo. Dessas que têm no cabelo o cheiro que eu queria sentir ao deitar. A pele que eu queria sentir com a palma da alma quando acordasse. A voz, meu Deus, dessas que eu queria guardar e fazer música dentro de mim. Ela é assim: linda. E sobrava tanto que quando eu encostava nela, me sentia lindo também. E aqui falo de beleza que sai dos poros, não nas capas. Ela era justa. Podia gritar, podia chorar, podia implicar; mas eu morreria ao lado de uma justa. Só que não deu. Num desses dias esquisitos, sumimos. Ela foi pra lá. E eu vim parar aqui.

Tô com saudade dela.

Saudade é...

Priscila Nicolielo

Um suspiro.

Não sei do quê. Sei que foi comprido. E alto. E cheio de alguma coisa que não é ar.
Juro que tinha ambulância preenchendo a noite. Um clichê, quando paramos para prestar atenção na cidade. Mas tinha uma ambulância. Alguns cachorros latindo. Carros passando na avenida e aquela moto se esguelando como faz todo final de semana. Até sirene de polícia. Um grilo! – ou dois – pude ouvir quando cortinei os olhos. E quando não tive mais com o que distrair a visão, nada além de uma black paisagem, percebi que era a saudade entrando pelo meu nariz. Eu inspirava saudade.

Saudade

Daniel Bovolento

Eu vivo de saudade. Saudadinha da vovó que não me visita mais e nem me dá a opção de ir visitá-la. saudadinha de ser chamada de “minha menina” pelo papai nos domingos. Saudades de usar aquela saia vermelha xadrez que eu ganhei quando falsifiquei meu boletim na escola. saudadonas daquele filho que a gente quase teve se não fosse pela pílula do dia seguinte. Saudadonas de você aqui no quarto rindo tanto quanto eu dos absurdos dessa vida. Mas você tinha que ir porque é assim que as coisas são. As pessoas sempre vão. Uma hora ou outra chega a hora de serem desalojadas ou de perceberem que o seu lugar não é aquele. No nosso caso, o seu lugar não era aqui. Mas eu fico. Saudade sempre fica. É a única coisa que nunca vai embora.

Caixa da saudade

Daniel Bovolento

Deixei pra lá e a saudade bateu de novo. Liguei meio que num choro copioso e fui sacaneado por todos numa roda de chopp. Se você agarrar a saudade na hora que ela vem, não é tão piegas assim. Saudade presa é que é brega. Mas o dia passou e as coisas foram se separando e as caixas estavam ali ainda. Daí é que eu percebi que além de divã, o quarto também foi meu lar e meu porto de despedida.

Se você quiser

Daniel Bovolento

Bateu uma coisa que eu não sei se é febre ou fome, mas é voraz, tá me devorando por dentro, deve ser amor e saudade, uma espécie de dor de estômago que não se preenche, sabe? Você costumava dizer que sabia, então pensei que pudesse me entender. Ontem eu contei pro meu diário que você foi o cara mais incrível que eu já conheci na minha vida. Fiquei pensando se era verdade ou se era só pra formar poesia, mas é sim. É tão incrível que por dentro de mim tudo sorri, tudo só ri e continua assim por dias e dias quando me embaraço em você. Mas faz tempo que eu ando triste, com uma dor no peito esquerdo e no direito – porque ela se espalha e passa pro corpo todo, ela não se contenta com um pedacinho só. Ela não para, ocupa todo o espaço possível em mim, tudo em mim dói quando não é você. Eu ando desorientada e fico pensando se essa distância toda, se essa falta de tempo e esse afastamento necessário, se ele é tão necessário assim mesmo.

Desculpa

Daniel Bovolento

Desculpa, eu ando um pouco nervosa e isso escorre pelas palavras. Você nem imagina como eu falo hoje em dia, eu ando meio confusa, numa mistura estranha que me faz equilibrar as sílabas do teu nome na ponta dos lábios. É saudade.

Talvez

Karine Rosa

Talvez eu encontre você no final de uma segunda-feira nublada, na volta pra casa, meio cansada e mal-humorada, enquanto tento entender por que a vida não pode ser feita de sextas. E talvez você sorria, sincero, porque tudo já vai ter passado, como sempre passa.

Talvez eu não me lembre direito por que você deixou de fazer sentido pra mim. E talvez você, ali, naqueles poucos segundos em que nossos olhares vão se encontrar, se questione por que raios foi que a gente não deu certo. Por que foi que o nosso amor não vingou.

Se eu não tivesse você

Daniel Bovolento

Se eu não tivesse você, eu ia ter aquele vazio que eu tinha faz tanto tempo e tanta chuva e tanta gente que passava e esbarrava e nunca ficava como você ficou. Você ficou e ficou mais um pouco, fica mais um pouco, vai ficando e não se acomoda, viu? Me incomoda, me acorda quando eu dormir no seu banco de carona e te deixar sozinha, me atordoa com a saudade que nem dura uns três dias direito e me diz que a noite só foi boa porque eu desejei que fosse, porque eu deitei com você do outro lado da linha. Me diz que não importa quão brega-apaixonado-bobo-despreocupado eu possa parecer, que importa é que dá pra ver como eu fico feliz e me faço feliz por ter você. Diz que me odeia, mas diz com aquela forma meio irritada pra si mesma porque você sabe que é uma daquelas mentiras mal contadas, daquelas que faria o seu nariz crescer e que nem entonação de atriz faria mudar. Diz que se eu não tivesse você, você daria um jeito de me acordar com voz de sono só pra eu virar pro lado e sonhar em ter você mais uma vez.