Mensagens Com Amor Menu Search Close Angle Birthday Cake Asterisk Play PPS Book Download Heart Share Whatsapp Facebook Twitter Pinterest Instagram YouTube Up

Crenças budistas

As crenças budistas são bastante diferentes de outras religiões pois elas dizem mais a respeito de princípios de vida e do que de ideologias que devem ser pregadas e seguidas cegamente. Por isso, conheça aqui, um pouco mais sobre essa religião e aprenda sobre o que ela acredita.

... continue lendo

Ensinamentos

No meio de tanto ódio e tantas coisas erradas que vemos acontecendo na sociedade, o budismo vem com uma mensagem positiva. Essa religião nos ensina a usar a nossa compaixão, a nossa bondade, a sempre respeitar e amar o próximo para, assim, criarmos um mundo melhor.

Leia aqui algumas frases de Buda

O Buda

Você sabia que a palavra "buda" significa "iluminado"? Isso porque estamos tratando de um ser humano comum que, por meio de diversas técnicas, muito estudo e dedicação, finalmente alcançou a iluminação. Por isso, é importante não confundirmos esse termo com "Deus", pois eles representam coisas muito diferentes.

Seja compassivo

O budismo acredita que a compaixão é a chave para diversas questões da humanidade, inclusive da sabedoria. Por isso, ele acredita que, quanto mais compassivos formos, mais sábios nos tornaremos (e vice-versa).

Por que estamos aqui?

Uma das maiores questões da humanidade e da filosofia é: qual é o sentido da vida? Apesar de ainda não termos uma resposta exata, o budismo acredita que estamos aqui para acabar com o sofrimento e pagarmos a nossa dívida cármica.

Equilíbrio

Para o budismo, uma vida longa é muito importante e pode ser alcançada facilmente por meio de atitudes saudáveis. Então, devemos tratar o nosso corpo como um templo sagrado, dando a sua devida importância e atenção a ele, assim como damos à nossa mente.

A mudança

No mundo em que vivemos, tudo muda! Inclusive nós mesmos: o nosso corpo muda e a nossa mente evolui. Não devemos ter medo dessa atividade natural, muito pelo contrário, o budismo acredita que devemos abraçar essa mudança e aproveitar de todos os seus benefícios.

 

O sofrimento

Viver significa sofrer! Não existe um ser vivo na Terra que não sofra por algum motivo. Mas isso não é algo ruim: para o budismo, o sofrimento nos faz apreciar a felicidade de uma forma totalmente diferente.

O não eu

Talvez o "não eu" seja o fator mais difícil de explicar do budismo. Já sabemos que tudo muda, inclusive nós mesmos. Por isso que é muito difícil definir quem somos, já que estamos em constante evolução. Somos apenas uma coleção temporária de elementos e coisas que podemos, ou não, nos identificar, criando o "não eu".

Mensagens budistas você pode encontrar aqui

Análises do sofrimento

O budismo foca muito no sofrimento do ser humano e, dessa análise, surgiram as Quatro Nobres Verdades. Elas realizam uma série de perguntas que procuram entender a origem de nossa dor para, dessa forma, conseguir eliminá-la.

Os Três Fogos

Raiva, desejo e ilusão: esses três sentimentos muito comuns são considerados as raízes do nosso sofrimento. Segundo o budismo, devemos aprender a controlá-los ou o contrário será feito e esses sentimentos liderarão as nossas vidas.

O Nobre Caminho Óctuplo

Para alcançarmos a iluminação, nós devemos possuir oito características muito importantes, segundo o budismo. São elas: visão correta, pensamento, fala, ação, sustento, esforço, atenção e concentração. Mas não se engane: esse caminho necessita de muita paciência!

Controlando a compulsão

Agir compulsivamente, seja por qual for o motivo, pode nos trazer muita dor de cabeça no futuro. Por isso, o budismo nos ajuda a treinar a nossa mente a ser mais calma, a pensar com mais clareza e a agir com sabedoria.

Sentimentos positivos

Emoções do bem, como compaixão e amor, nos ajudam a pensar com mais calma e a analisar todos os aspectos de nossas vidas de maneira mais eficaz. Por isso, a base do budismo se dá nesses sentimentos.

Conexões

A vida de todas as pessoas está interconectada. Ninguém vive sozinho e isolado. Precisamos dessa conexão humana para sobrevivermos e, acima de tudo, vivermos. Aceitar esse fato deixa o nosso coração mais aberto e receptivo e, consequentemente, nos traz mais energias boas.

Veja aqui o que a Monja Coen pode te ensinar