Mensagens Com Amor Menu Search Close Angle Birthday Cake Asterisk Spotify Play PPS Book Download Heart Share Whatsapp Facebook Twitter Pinterest Instagram YouTube Up

Primeiros-Socorros para pets

Todo mundo que tem um animal de estimação sabe o quão travesso eles podem ser. Por isso, é importante saber como ajudá-los em momentos de emergência, e ter um kit de primeiros socorros é essencial! Você pode montar o seu com alguns acessórios facilmente encontrados e, assim, salvar suas vidas!

... continue lendo

Preparação

Todo mundo que tem um pet deve ficar atento e saber como reagir em situações de emergência! Mesmo que o seu animalzinho não saia muito de casa, eles continuam sendo curiosos e valentes, e pode ser que se machuquem mesmo em um ambiente aparentemente seguro, então mantenha sempre um kit de primeiros socorros perto de você e fique pronta para agir!

Declare todo o amor que você sente por seu pet

Calma é o melhor remédio

Nós amamos tanto os nossos bichinhos que, quando os vemos machucados ou desanimados, já pensamos em correr para o veterinário. Entretanto, em momentos assim, devemos ter calma! Muitas vezes, somos capazes de cuidarmos deles por conta própria – e com o auxílio de um kit de primeiros socorros –, e isso é capaz até mesmo de provocar uma aproximação maior.

Kit de primeiros socorros

Existem muitas pessoas que acreditam que o kit de primeiros socorros só pode ser utilizado em casos de ferimentos mais leves. Embora ele seja, de fato, mais eficiente nessas situações, ele também oferece um excelente auxílio em momentos mais graves e de tensão. É por isso que é importante sempre ter um por perto: ele pode contribuir para o bem-estar do seu pet até que você entre em contato com uma ajuda especializada!

Montando o meu kit

É normal ter dúvidas na hora de montar o kit de primeiros socorros para o seu pet. O primeiro passo para garantir o sucesso desse instrumento é ter em mente que os nossos animais têm o organismo diferente do nosso. Por isso, utensílios que funcionam para nós, podem oferecer ainda mais problemas para eles! Procure, então, por acessórios próprios para o seu bichinho e consulte um profissional da área!

Termômetro

Apesar do nome do kit de primeiros socorros fazer a gente pensar, automaticamente, em situações muito extremas que envolvam sangue e ferimentos, por exemplo, esse conjunto pode nos ajudar em situações mais leves. Quando o nosso pet apresenta certos comportamentos estranhos, por exemplo, o termômetro, presente no kit, pode nos ajudar a descobrir se ele está com febre, o que pode indicar alguma doença.

Focinheira

As focinheiras são objetos controversos entre os donos de um pet. Muitos acreditam que esse utensílio machuca os bichinhos, mas em momentos de socorro, elas podem ser muito eficientes! Isso porque elas evitam que o animal piore a situação de seus ferimentos ao lambê-los, por exemplo, por isso é importante que ele não fique de fora do seu kit!

Cuidado com a higiene

Quando os nossos animais estão machucados, é muito normal que a gente se sinta nervoso e até mesmo em pânico. Contudo, na hora de socorrê-los e mexer em seus ferimentos, é extremamente importante ter cuidado com a higiene! Usar luvas de borracha, por exemplo, que sempre devem fazer parte do seu kit de primeiros socorros, evita que você entre em direto contato com o corte e acabe transmitindo germes e bactérias.

 

Fique de olho na limpeza

Além do perigo que um ferimento pode trazer para o seu pet, caso ele não seja higienizado rapidamente, pode ocorrer infecção. Sendo assim, desinfetantes, soros fisiológicos e sabonetes antissépticos não devem ficar de fora do seu kit de primeiros socorros! O seu bichinho pode fazer cara feia por ele e até reclamar na hora da aplicação, mas acredite, isso evita diversos problemas e garante a saúde deles!

Elimine o algodão e aposte na gaze

Por ter um aspecto mais fofinho, o algodão aparenta ser mais eficiente para estancar ferimentos e sangramentos, não é mesmo? Essa concepção, porém, está errada! Ele pode grudar e, posteriormente, causar ainda mais problemas e dor para o nosso pet. As gazes, por serem próprias para esse tipo de trabalho, não oferecem esse risco e também podem auxiliar na limpeza da região em questão!

Curativos

Segurar o curativo até chegar ao veterinário é algo muito importante! Isso evita que o ferimento do seu pet piore e, por isso, é interessante que o seu kit de primeiros socorros contenha acessórios como esparadrapos, ataduras e tesouras. Assim, você terá tudo o que você precisa bem pertinho para poder estancar o sangramento e evitar danos maiores.

Os cães-guias são verdadeiros heróis! Saiba mais sobre eles

Envenenamento

Infelizmente, não são todas as pessoas que gostam de animais de estimação. Algumas, por serem cruéis, acabam até mesmo tentando envenenar os pets. Caso você perceba que o seu foi vítima dessa ação, tente induzi-lo ao vômito. A água oxigenada pode te ajudar com isso, e é capaz de retardar a ação do veneno até que você chegue ao veterinário.

Pinças

Os nossos pets são aventureiros, não é mesmo? Eles adoram explorar lugares desconhecidos e correr livremente. E, embora isso seja bom, muitas vezes eles se metem em enrascadas. A presença de espinhos e até mesmo carrapatos em seus pelos, por exemplo, pode ser algo constante. Por se tratar de algo simples, as pinças podem te ajudar a se livrar desse problema.

Paradas cardíacas

As paradas cardíacas são condições muito comuns entre os pets, e podem ocorrer por conta de intoxicações ou envenenamento. Em momentos assim, é importante levá-lo imediatamente ao veterinário! Se ele não apresentar batimentos cardíacos, mantenha a calma e parta para a ação: deite-o de lado e coloque uma mão em cada lado do seu corpo. Assim, você será capaz de realizar massagens ritmadas em sua caixa torácica. Quando ele apresentar melhoras, procure ajuda especializada imediatamente!

Engasgamento

Por estarem sempre explorando, os pets estão propensos a se engasgarem. Isso pode acontecer até mesmo quando eles comem muito rápido. Ao perceber a situação, segure-o firmemente, abra a sua boca e tente retirar o objeto com a mão. Caso isso não dê certo, um tapa nas costas ou virá-lo de cabeça para baixo pode te ajudar!