Mensagens Com Amor Menu Search Close Angle Birthday Cake Asterisk Play PPS Book Download Heart Share Whatsapp Facebook Twitter Pinterest Instagram YouTube Up

Fabiana Karla

A atriz pernambucana Fabiana Karla, estreou na televisão na novela "Mulheres Apaixonadas" e desde então não saiu mais dos holofotes. Além de outras novelas, a atriz é figura carimbada na atração "Zorra Total" da TV Globo. Além de inteligente e bonita, a atriz é muito engraçada. Conheça-a!

30/10/1975
... continue lendo

Amor à Vida e Zorra Total

Fabiana Karla

Foi bem complicado conciliar. Foram meses dormindo muito tarde e acordando cedo demais. Em alguns dias, gravei a novela e o programa. Mas a sensação de conquista é maior que o cansaço. Eu tenho muito orgulho da Perséfone.

Preconceito

Fabiana Karla, sobre sua personagem Perséfone em Amor à Vida

Eu nunca tive problemas em ser gordinha, mas muita gente tem e passa por situações que deixam traumas. O autor tocou em feridas sociais que a grande maioria das pessoas acha que nem existem, mas estão em todos os lugares. Gordos sofrem preconceito sim. Por esse contexto, a Perséfone não é um papel tranquilo e do riso fácil. É claro que ela tinha um lado cômico bem definido. Inclusive, se não fosse isso, acho que não teriam me chamado para interpretá-la, mas ela teve momentos dramáticos e delicados. Me emocionei em muitas cenas.

Pudor

Fabiana Karla

Eu tenho minhas limitações de atriz. Não é o meu pudor do meu corpo, de forma alguma, é meu pudor de mulher, que me freia um pouco em alguns aspectos. E o artista não pode ter isso.

Perséfone

Fabiana Karla

Ela tem uma linha muito tênue entre o sofrimento e a verdade, que é engraçada, às vezes. O que eu gosto da Perséfone é que ela é uma personagem que me dá um leque grande para trabalhar. Acho que é um divisor de águas na minha carreira.

Truques e charmes

Fabiana Karla

Eu sempre tive o cabelo muito grande. Quando o homem tava me olhando no rosto, eu fazia o seguinte: conforme o olhar descia, eu fazia assim [jogando os cabelos] e a atenção subia de novo para a cara. Voltava para casa com o pescoço duro.

Sobre tragédia em Xerém

Fabiana Karla

Imagine a dor dessas pessoas...Iniciar o ano de uma forma tão difícil... Sinceramente passa na minha cabeça: Se fosse eu?! Como eu iria recomeçar? Porque pra mim, o problema não seria perder os objetos, documentos, fotos de família... Pois enquanto há vida há esperança,to viva, pô! Sou forte o suficiente e creio em um Deus que irá me reerguer sempre, mas acho que as pessoas ficam um pouco atônitas com a FORMA como perderam tudo e devem se perguntar o motivo de terem tido a dádiva de estarem vivas, de terem escapado, pois nem todos tiveram esse privilégio.

 

Ser brasileira!

Fabiana Karla

Estou animada com a Copa. Não vou me impedir de curtir pois os problemas brasileiros não serão resolvidos agora. Sou brasileira, tenho orgulho do meu país, do meu futebol, vou externar minha alegria, não vou sufocar meu grito não. Depois vou cobrar na urna.

Prioridades

Fabiana Karla

Eu não faria a redução de estômago. Sou nordestina, gosto de conversar ao redor da mesa. Com esse procedimento, teria de passar a vida me privando. Não seguraria a onda. Claro que não vou ficar comendo bacon, mas meu estado de espírito é o mais importante para mim. Não vou me privar de comer brigadeiro com meus filhos.

Inspiração

Fabiana Karla

Saber que em nossa profissão, tem pessoas sérias, que fazem seu trabalho e voltam normais para casa, me deixa envaidecida. É nisso que me espelho. Sempre me lembro de querer ser um pouco Tony Ramos. Esse tal de glamour, que tenho ódio, é uma mentira. Essa é uma profissão de trabalho e luta. Você precisar ter consciência de que você é apenas um trabalhador nesse ofício e que deve respeito às pessoas.

Zorra Total

Fabiana Karla

Meu compromisso principal é com o Zorra Total, que é um programa que sofre preconceito por ser popular, mas que tem importância ímpar na grade da Globo.

Beijos na boca

Fabiana Karla

É um pouco invasivo. Imagina chegar "oi, tudo bem?" e beijar na boca do outro? Eu não sabia como ficaria esteticamente. No teatro, estamos longe da plateia, mas na TV a câmera está em cima de você. Você não sabe se abre a boca, se fecha, como é que o colega quer fazer

Ser comediante

Fabiana Karla

Foi na base da comédia que conquistei tudo o que tenho. Mas é claro, que quando é possível, eu saio do óbvio. Se quero fazer teatro, por exemplo, não vou no texto mais bem-humorado ou escrachado, vou no que me faz rir, mas também me faz pensar, como foi na peça A Gorda, uma obra extremamente afiada, crítica e cruel do Neil Labute. A Perséfone, inclusive, vai me render bons frutos por ter o flerte com o drama. Não tenho problemas em ser atriz de comédia. O que não quero é ser vista como uma atriz com limitações, que só faz a mesma coisa sempre.

Todos merecem amar

Fabiana Karla

As pessoas podem ser felizes com quem elas quiserem. As pessoas casam com quem elas amam, independente de sexo, de credo, de forma, as pessoas têm que ser livres para amar. Onde tem amor, não tem preconceito.

Copa do Mundo no Brasil

Fabiana Karla

A primeira vez eu levei minha família para assistir ao jogo no Morro da Urca. Foi bem legal porque estava todo mundo empolgado. Mas a verdade é que eu tenho um pouco de vergonha e gosto de ver com amigos porque eu falo muita besteira. Agora eu estou arrumando minha casa para receber todo mundo lá. Sou dona de casa e adoro decoração. Arrumei tudo lá e chamei minha torcida.

Paquera

Fabiana Karla

Eu tinha saída! Mas era super chata, não sabia ficar. Eu era a gordinha que segurava as bolsas. Só que depois, o guere-guere era bom, quando sentavam do meu lado, eu levava.

Bem-estar

Fabiana Karla

Estou fazendo uma reeducação alimentar e exercícios de que eu gosto, como dançar e pedalar. Não sou sedentária. Muitas meninas plus size se espelham em mim. Fico lisonjeada com isso e elas sabem que não sou escrava de ginástica. Minha palavra de ordem é bem-estar.

Vaidade

Fabiana Karla

Para algumas pessoas, ser gordo é sinônimo de relaxamento. Não é. Eu me cuido! Sou muito vaidosa mesmo. E acho o fim uma pessoa pública sair mal-arrumada na rua. Eu me sinto feliz sabendo que estou com a pele bonita. Não tenho medo de ficar velha, tenho medo de ficar com a pele ruim.

Sexy e gordinha

Fabiana Karla

Eu me sinto bonita e sexy na hora que preciso ser sexy. E qual é a importância do sexo na minha vida? O sexo complementa, apimenta, mas uma relação não é só isso. A gente passa mais tempo fora da cama do que nela com o companheiro

Família

Fabiana Karla

Eu precisava ir atrás do meu sonho, uma mãe infeliz deixa toda a família infeliz. Fui criada em um ambiente de muito amor e carinho e queria isso para meus filhos, que são bem-resolvidos e muito unidos.

Escolhas e saúde

Fabiana Karla

O povo quer saber do meu anel (...) Mas, falando de modo simples, é como se fizéssemos um desvio no intestino sem nenhuma incisão, apenas com um anel onde ele faz com que os alimentos sejam menos absorvidos e sejam desprezados mais rápido. Por isso que você não engorda. Mas você não vira um pato. Eu sempre deixo isso muito claro. Era o meu medo. Porque senão ninguém conseguiria viver. Eu sou uma mulher que viaja bastante, passo o dia inteiro dentro do estúdio, então seria inviável. E é desconfortável, né? Só que mesmo assim valeria a pena. Eu gostaria. Mas estou tão feliz com o anel que não tenho do que reclamar. Pelo contrário. A minha saúde está garantida e eu como de tudo o que eu quero. Só tenho que tomar água.